PT
  • North America

  • United States EN-US
  • International

  • English Version EN

Casamento com compressão

Apresentar-se diante do funcionário do registo civil com meias de compressão? 

O grande dia da Marlene

Algumas doentes com lipedemas podem ficar com sinais de preocupação na testa – mas não foi o caso de Marlene Urbanik. Esta apaixonada por moda, de 29 anos, já passou por isso e dá aqui conselhos práticos para o grande dia. «Muitas de nós imaginam o casamento com meias de compressão como algo de extremamente problemático. Conheço muito bem estes medos. Mas quando esse dia finalmente chegou, a 11 de novembro de 2017, tudo correu conforme esperava e sonhava. Foi definitivamente um dos dias mais bonitos da minha vida. Por isso, o meu conselho mais importante é o seguinte: faça por teres o casamento que sempre imaginou e com que sempre sonhou – cumpra os seus sonhos e não o dos outros. É claro que os preparativos de casamento são stressantes, e o stress não tem propriamente efeitos positivos no lipedema. Por isso, pense sempre em não sobrecarregar o seu corpo e em dar-lhe muito descanso nos intervalos. Afinal, no dia do casamento, quer sentir-se realmente fantástica e não esgotada.» 

Elegante com banda de fixação com orla em silicone em renda elástica.

«Usar um tratamento de compressão no dia do próprio casamento não é fácil. Por isso, é muito importante que se sinta bem! Quero também desaconselhar experiências. Dado que usei um vestido curto clássico, a minha escolha recaiu sobre um tratamento da cor da pele.

Se vai usar meias, tenho uma sugestão para si: as bandas de fixação existem muitas vezes em vários modelos. Procurei uma banda de fixação com orla em silicone em renda elástica. As meias parecem mais elegantes desta forma. Também pode usar um collant fino sobre a meia. Isso faz com que as meias tenham um aspeto um pouco mais requintado.»

Noiva com banda de fixação com orla em silicone em renda elástica.

Sugestão secreta: sapatos de dança

Os sapatos da noiva

«Ao planear a sua roupa de casamento, pense no papel importante dos sapatos. Se eles estiverem apertados e magoarem os pés, poderão realmente fazer-lhe a vida negra. As doentes com linfedemas ou lipedemas percebem bem isso porque, mesmo sem calçado desconfortável, as pernas já sofrem. 

A minha sugestão secreta:
sapatos de dança! Há vários modelos em várias cores, que podem ser usados o dia inteiro. Os meus sapatos de casamento tinham um pequeno tacão, mas eram muito confortáveis devido ao bom material com que eram feitos, e não apertaram os meus pés inchados. 

Para terminar, aconselho todas as noivas a não se focarem na sua doença neste dia tão importante. Concentre-seno mais importante: encontrou a pessoa que ama e que a ama a si. No dia do casamento, devem esquecer todas as preocupações e festejar tudo o que de bom tem a vida!»

Mais sugestões da Marlene!

Pensar no tratamento!


«Guardem sempre a vossa data de casamento em mente. Pensem na data em que podem ir buscar a vossa nova fórmula e no tempo que demora a meia de compressão a ser entregue.
Idealmente, devem encomendar atempadamente
meias de substituição. Se planearem e adaptarem de forma precisa a data de casamento, deverão poder usar atempadamente o tratamento de compressão desejado no dia do vosso matrimónio.»

Escolher a data certa!


«Procurem desde o início uma solução para possíveis problemas. Por exemplo, tenho dificuldades em estar de pé durante muito tempo ou dançar com temperaturas altas. Por isso, optámos por um casamento durante o inverno. Assim, não preciso de me preocupar com o facto de as minhas pernas estarem especialmente doridas devido às temperaturas.»

Estar simplesmente feliz!


Casar é um acontecimento fantástico, um grande dia. É certo que não é fácil casar com meias de compressão, mas isto é apenas um pequeno pormenor. Neste dia, devemos estar felizes e aproveitar o que de positivo nos traz a vida. Desejo-vos um dia de casamento fantástico!»

Isto também pode interessar-lhe