PT
Europe
Austria DE
Belgium NL-BE | FR
Denmark DA
France FR-FR
Germany DE
Italy IT
Luxembourg DE | FR
Netherlands NL
Portugal PT
Spain ES
Sweden SV
Switzerland DE | FR
United Kingdom EN-UK
North America
United States EN
International
English Version EN
 

Conhecimento na área da linfologia

O que nós queremos é: O seu bem-estar

A linfologia é o estudo das doenças do sistema linfático e dos vasos linfáticos. Um diagnóstico precoce de disfunções do sistema vascular linfático é importante porque elas podem ter efeitos graves para a saúde. Assim, uma doença linfática não tratada pode afetar significativamente o dia-a-dia e o trabalho. O tratamento deve, por isso, ser o mais precoce possível para evitar um agravamento da doença.

O sistema linfático

O sistema linfático humano

Illustration 1: O sistema linfático

 Illustration 2: os vasos linfáticos acumulam líquido e «resíduos» do tecido intermédio das células

Além do sistema vascular sanguíneo e do sistema vascular linfático, há outro sistema vascular muito importante no corpo humano. Também percorre todo o corpo, passando normalmente de forma paralela aos vasos sanguíneos. Em comparação com a circulação sanguínea, o sistema vascular linfático não é um circuito fechado. Trata-se de um sistema semiaberto. 

O sistema linfático é o elemento mais importante do sistema imunitário humano. Assume a função de sistema de transporte e eliminação das várias substâncias que chegam aos espaços intracelulares através dos vasos sanguíneos e que não podem ser eliminadas pelo corpo por outras vias.

A eliminação da chamada «carga linfática obrigatória» só é bem sucedida com um sistema linfático intacto e com um transporte ideal do líquido linfático (linfa). As cargas linfáticas obrigatórias são principalmente substâncias como proteínas, gorduras alimentares, células e detritos de células, bem como organismos patogénicos, como bactérias e vírus.

Edema

Os edemas são inchaços visíveis e palpáveis que podem surgir na sequência de diversas doenças, após cirurgias ou lesões. Um edema surge devido a um aumento da acumulação de líquidos ou de células adiposas nos tecidos. O líquido acumula-se e deixa de poder ser transportado de forma integral.

Os edemas causam muitas vezes dores à pressão ou à tensão, implicando limitações da mobilidade que afetam consideravelmente as pessoas afetadas. As várias formas de edemas não são fáceis de distinguir. 

Ícone informativo

É bom saber

  • Os edemas nem sempre são patológicos, mas nunca surgem sem um motivo. Por isso, é sempre importante esclarecer a causa junto com um médico.

Terapia do linfedema

Não há cura para os linfedemas e lipedemas. Mas quanto mais cedo se começar com a terapia, maior a probabilidade de se parar a progressão da doença, o que permite reduzir ou evitar complicações como limitações extremas da mobilidade, doenças de pele ou patologias venosas adicionais.

As terapia do linfedemas conservadoras eficazes: a terapia descongestiva complexa (linfedema) ou combinada (lipedema) (TDC). Estas terapias são compostas por:
drenagem linfática manual (DLM), terapia de compressão, cuidados/higiene da pele e terapia descongestiva do movimento e da respiração. Estes elementos estão divididos em duas fases, sendo que a colaboração ativa/auto-tratamento do doente é muito importante (autogestão). Estes elementos permitem tratar eficientemente linfedemas e, até um certo ponto, também lipedemas, contrariar um agravamento, obter melhorias e mantê-las.

Os elementos da TDC (terapia descongestiva combinada) na terapia conservadora

Apresentação da Terapia Descongestiva Combinada


Fase 1: fase descongestiva


A primeira fase da TDC tem como objetivo melhorar a drenagem linfática na região do corpo que está doente, soltar endurecimentos nos tecidos (fibroses) e facilitar o transporte do líquido do edema rico em proteínas.

Esta fase é constituída pelos elementos de uma drenagem linfática manual (DLM) minuciosa realizada diariamente, de uma terapia de compressão complementar, se possível diariamente, bem como de uma terapia de movimento e de cuidados da pele.

Fase 2: fase de manutenção

Na segunda fase da TDC, as unidades da DLM são reduzidas conforme a necessidade terapêutica individual, procurando manter-se e otimizar de forma duradoura o êxito terapêutico alcançado.

Isto é permitido graças a artigos de compressão de malha plana (p. ex., Juzo Expert ou Juzo Expert Strong) e por terapia de movimento.

1. Drenagem linfática manual (DLM)
A DLM é uma técnica de massagem terapêutica. Com movimentos especiais das mãos, é possível ativar a drenagem linfática e descongestionar os tecidos.

Os líquidos armazenados e ricos em proteínas são eliminados através do sistema linfático. Desta forma, o edema pode diminuir e o tecido conjuntivo (fibrótico) endurecido é relaxado, tornando-se assim mais mole. A terapia de um lipedema tem como principal objetivo reduzir as dores e mobilizar os tecidos. Ao contrário de uma massagem convencional, a drenagem linfática realiza-se com movimentos suaves e lentos. Para saber se uma drenagem linfática é adequada para si, deverá consultar o seu médico.

2. Terapia de compressão
Para conseguir um descongestionamento após a DLM, deve aplicar-se uma terapia complementar com compressão diretamente após a DLM para reduzir novamente a acumulação de líquido linfático.

Dado que, na fase 1 da TDC, são de esperar grandes variações de tamanho devido à redução contínua de volume, a parte do corpo afetada deve ser comprimida com dispositivos para compressão linfológicas especiais (p. ex., com Juzo SoftCompress associada a faixas de compressão de fraca compressão elástica). Estas permitem uma adaptação individual aos doentes e aos respetivos volumes de edema. Quando o fim da primeira fase de TDC se aproxima e se esperam menos variações e reduções de volume, as dispositivos para compressão utilizadas são substituídas por artigos de compressão linfológica e, se possível, de malha plana, para garantir o êxito da terapia na fase descongestiva. Esta roupa é feita à medida de cada doente, sendo produzida individualmente.

um tratamento de compressão perfeito e ajustado de forma ideal não pode estrangular nem escorregar. Com base nas medidas do seu corpo, técnicos especialmente formados nesta área irão determinar um tratamento de compressão individual ajustado e feito exatamente à sua medida. O ajuste deve ser verificado regularmente na loja especializada, devendo tirar-se novas medidas para tratamentos subsequentes.

3. Terapia descongestiva do movimento e da respiração
Na fase de manutenção, os exercícios localizados ou movimentos gerais durante a compressão continuam a promover a drenagem linfática.

Desta forma, o êxito da DLM e da terapia de compressão é garantido a longo prazo, podendo o edema inclusivamente diminuir ainda mais. É extremamente importante ter uma grande motivação própria para colaborar na terapia, de forma a garantir os melhores resultados possíveis.

4. Cuidados da pele e higiene cutânea
Os cuidados diários da pele são particularmente importantes em ambas as fases da TDC. A pele dos doentes com edema é muito mais sensível e propensa a inflamações e infeções do que nos doentes sem edemas ou em pessoas saudáveis.

A pele fica seca devido ao tratamento regular com dispositivos para compressão ou o uso diário de artigos de compressão, podendo começar a coçar. Se não receber os devidos cuidados, surgirão escamas ou fissuras, facilitando a entrada na pele das bactérias. Nos linfedemas, isto poderá levar a complicações como a erisipela ou outras inflamações bacterianas.

Limpe a sua pele com um produto com pH ácido (todos os valores inferiores a 7) para preservar a película protetora ácida da sua pele. Adicionalmente, deve aplicar cuidadosamente na pele, de manhã e à noite, uma loção rica hidratante (p. ex., Juzo Lymph Lotion). Assegurar-se de que a loção penetra totalmente na pele antes de vestir a sua artigos de compressão.

5. Informação e formação para a autoterapia individual
A participação ativa do doente é importante para o êxito a longo prazo da terapia. Para isso, ele precisa de informação sobre o modo de funcionamento do sistema linfático, sobre a interação dos elementos terapêuticos individuais e sobre as consequências da falta de adesão à terapia.

As formações sobre técnicas de respiração, ginástica descongestiva, autocolocação de ortóteses, cuidados da pele, bem como a colaboração com organizações de ajuda mútua são muito úteis. Por vezes, é também conveniente um acompanhamento psicológico. O objetivo é melhor a autogestão, influenciar positivamente a evolução da doença, facilitar a organização do dia a dia e aumentar a qualidade de vida.

Ícone informativo

É bom saber

  • A artigos de compressão assenta no corpo de forma justa e como uma segunda pele. Por isso, vesti-la exige alguma habituação no início de uma terapia. Mas não se deixe desencorajar porque, com o tempo, alguma experiência e meios auxiliares úteis, vestir a roupa será cada vez mais fácil.

Sugestões para o dia-a-dia

Um fator decisivo é uma atitude positiva em relação a si mesmo e em relação ao próprio corpo: aceite o seu edema. Viva COM o edema, mas não PARA o edema. Em geral, aplica-se o seguinte: Sempre que possível, evite lesões, esforços demasiados, bem como calor ou frio em excesso.

Senhora com linfedema e guarda-chuva

Cuidados do corpo e higiene

Os cuidados diários do corpo são extremamente importantes, em especial para doentes com edema, dado que a pele fica muito sensível e propensa a inflamações e infeções nos pontos afetados.

  • Limpe a sua artigos de compressão todos os dias, só assim é que a elasticidade se poderá manter de forma duradoura.
  • Para os cuidados da pele, use produtos com pH ácido (todos os valores inferiores a 7). Desta forma, consegue preservar a película protetora ácida da sua pele.
  • Trate e mime a sua pele com um cuidado rico hidratante (p. ex., Juzo Lymph Lotion). Vista a sua artigos de compressão apenas após a absorção completa da loção pela pele.
  • Consulte um médico se notar inícios de vermelhidão extensa, febre repentina, dores espontâneas e inchaço, ou uma doença fúngica (vermelhidão e comichão, unhas quebradiças e amarelas, fissuras entre os dedos dos pés).
  • Assegure-se de que cuida bem das unhas e não corte as peles.
  • Ande sempre com um produto desinfetante para poder reagir imediatamente a eventuais ferimentos.
Ícone-maçã

Alimentação
Uma alimentação saudável é sempre recomendada porque cada quilo a mais sobrecarrega adicionalmente o seu corpo:

  • tente atingir e manter um peso normal.
  • Proporcione ao seu corpo fibras suficientes e reduza o açúcar e as gorduras.
  • Evite ou reduza o mais possível o álcool e a nicotina.
  • Beba, pelo menos, 2 litros de líquidos por dia, de preferência água ou bebidas sem açúcar.
Ícone-desporto

Desporto
Nos linfedemas e lipedemas, nem sempre é fácil generalizar e dizer o que é bom para cada pessoa. Por isso, ouça-se a si próprio e tenha cuidado com os sinais que o seu corpo lhe dá:

  • Os desportos como a corrida leve, a caminhada em água ou o Aqua-Fitness em água não demasiado quente são ideais e ajudam as medidas terapêuticas. A pressão da água tem também uma ação de compressão «natural».
  • Privilegie sempre os desportos de resistência e as atividades físicas com movimentos suaves. Use a sua artigos de compressão nas atividades físicas.
Ícone-roupa

Roupa
Devido ao maior volume das pernas e/ou dos braços e noutras partes do corpo afetadas, pode ser difícil para os doentes com edemas encontrarem roupa ou calçado adequado:

  • use roupa confortável que não aperte.
  • Garanta que usa punhos ou reforços que não comprimam ou estrangulem.
  • Privilegie sempre calçado confortável, idealmente com saltos baixos ou, eventualmente, calçado ortopédico.